segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Cada gota

" Agora, por que é que nenhuma dessas caprichosas me fez esquecer a primeira amada do meu coração? Talvez porque nenhuma tinha os olhos de ressaca, nem os de cigana oblíqua e dissimulada..."

Trecho que mais amo de um dos livros que mais venero: Dom Casmurro - Machado de Assis.

Cadê minha máquina...preciso da minha máquina mais que do meu celular, preciso registrar tudo que me passa, tenho pressa, estou em metamorfose, estou construíndo aquilo que um dia vou ter de concreto. Não é tarde? Não sei... de muito coisa eu realmente não sei... nem quero saber. Serena, sim, feliz, sim, agradecida, isso não teria palavras para expressar. Uma palavra me define: absolutamente não. Será que estou na crise dos trinta? Existe esta crise...Não! inventar-lo-a-ei kkk... do meu livre-arbítrio eu uso cada gota.

Nenhum comentário: