domingo, 26 de setembro de 2010

Espiritismo

Tudo que vira "moda" corre um grande perigo, o deslocamento para o extremo. A religião já foi alvo de vários modismo e o próprio Catolicismo antes de tornar-se a maior religião já vista, praticada e estudada foi classificado como um modismo e, apoiado nesse princípio,  praticou seus maiores erros.






Estamos vendo, hoje, na mídia, uma ascensão do Espiritismo, propagada pelos meios de comunicação. Começou com o Filme Chico Xavier, republicações dos seus livros, filme "Nosso Lar", um livro do grande Chico e por ai vai...

Isso me preocupa muito, porque nesses filmes, que são obras feitas "para haver lucro$", nem sempre há o verdadeiro retrato da Doutrina em si.

Creio que o Espiritismo diferente de todas as demais religiões trata-se unicamente de uma opção interna, de um modo de pensar, crer e agir aqui neste mundo, enquanto no catolicismo há os três batismo para tornan-se um catolico, no Espiritismo há sua simples adesão pela postura interna, onde o grande lema é " Não há salvação fora da caridade" e eu ainda adiciono o termo VELADA, não há salvação fora da caridade velada. Porque "fazer bondade" também esta na moda.





Mas ... não estou a criticar nada do que foi dito acima, por sinal vibro quando vejo ótimos comentários e divulgações. Sinto apenas a falta de explicação doutrinária.

O espitismo veio justamente levantar o manto da ignorância e dar bases cientificar para tudo que há hoje.  É a aliança da ciência e da religião.  É o preenchimento do vácuo que existia entre as duas, sua ponte que agora e somente agora, foi  possivel a revelação para os homens.

Primeiro Deus foi falou por Mandamentos, com  Moisés no O antigo Testamento, depois veio o maior espírito de Luz encarnado, que foi seu filho, Jesus Cristo, que nos falou por metáforas, arqueando um véu, propositalmente, sobre algumas partes desses ensinamentos.



O espiritismo veio para revelar esse véu, para levantá-lo, para unir a Religião com a Ciência, e, então, a Religião não recebendo mais os questionamentos sem resposta da Ciência, adquirirá uma força inabalável, porque totalmente explicável cientificamente.

A doutrina, que é muito extensa, foi repassada da mesma forma por vários espíritos, ao mesmo tempo, em várias línguas, nos mais distantes continentes e quando da união desses textos, verificou-se que eram literalmente identicos, passadas pelos mais diversos médiuns que sequer conheciam-se, outros não sabiam nem ler direito, como o próprio Chico Xavier, que mal sabia falar Português e psicografou grandiosas obras literárias. Isto traria bases mais sólidas e inquestionáveis, porque as mesmas instrunções foram reveladas para diferentes pessoas, em diferentes continentes, em diferentes línguas. É uma doutrina muito científica onde há comprovação de todos os fatos e inclusão destes dentro das leis imutáveis do universo e do homem. Eu não poderia aqui colocar a profundidade e nem resumi-las, primeiros porque eu não as sei por completo, ainda estudo com muito afinco, segundo porque são muito complexas e chatearia o leitor, creio eu. Só para embasar o que disse, quanto à complexidade, foram Sócrates e seu pupilo Platão que escreveram as primeiras bases espiritas. Viu a profundidade, quem já tentou ler Sócrates sabe disse ( Não vale ler o Mundo de Sofia rsrsrsr) Estão a ver a profundidade do assunto?




Por fim, queria somente demonstrar que o Espiritismo é muito mais que tudo que aparece na mídia ou em revistas menos cientificas. Por aqui, posso dizer que aplicada na vida cotidiana, ele segue uma máxima de causa e efeito implacável e que nossa "salvação", entenda-se aqui como evolução para um plano maior, é garantida pelas boas ações que praticamos, aqui, o presente, é o tão temido inferno, se estamos aqui é por duas razões: ou estamos "pagando algo" que é o mais comum ou estamos tão evoluídos que viemos somente fazer nossa última "provação" que é tipo um teste de sua crença em Deus.

Isso é bastante falado no filme Chico Xavier, ele quase ficou cego, mas nem mesmo assim parou de psicografar, era muito famoso, mas em nenhum momento usufruiu financeiramente de sua fama, nasceu e morreu pobre.

Por hora venho esclarecer que o espiritismo é uma evolução do cristianismo, que inclui os evangélicos, católicos, etc. Todos os caminhos levam a um só Deus.

Onde encaixam-se os diversos Santos católicos? São fortes espíritos de luz que habitaram aqui, este plano, e passaram por sua provações, conforme falei.

E destes, eu me derreto em adoração quando falo de Maria mãe de Jesus, despida ou com todas sua faces (desatadora de nós, virgem maria, etc), porque desde sempre tive muita adoração por esta mãe tão dedicada. E, ainda criança, por volta dos sete anos, recebi um textinho falando sobre ela, apartir daí criei essa adoração. Virgem Santa Imaculada à teus pés eu peço todo dia para minha evolução... E como tenho pedido!!!




Então, de nada adianta rezar um calhamaço de rezas escritas e ir todo domingo à igreja se sua alma não é alimentada com caridades e ajuda, há um canal aberto para Deus e sua luz divina em todos nós. Não estou a criticar a igreja, se é somente lá que você se concentra, então vá, e vá até todos os dias, mas tente praticar a meditação, todos podemos conversar e "viver" a santidade. É disso que trata o Evangelho segundo Jesus Cristo que, de acordo com a história, está escondido no Vaticano. Nele, Jesus fala que "reunir-se-ão dois ou mais e estarei lá, levantai uma pedra e estarei lá..." mostra bem esse canal de luz que possuímos. Bem...não sou uma escritora mas tentei dividir o pouquinho que sei com vocês.

Um comentário:

Clau Finotti disse...

Oi!!!
Criatura, se vc não é escritora, é o que então,com esse texto tão elucidativo? rs

Sabe, domingo passado, já na sala do cinema, esperando Nosso Lar, falei pro meu marido que tinha medo do lucro que esses filmes espíritas estavam dando e no que isso podia se transformar. Citei ainda Zíbia Gaspareto, que no início tinha obras inspiradas e inspiradoras, e depois ... bom, tenho lá sérias dúvidas na inspiração dela ultimamente.

Acho que as pessoas estão se conscientizando cada vez mais que o importante não é o contexto da religião em si, mas o que somos fora dela, ou o que levamos dela para nossas vidas.

Caridade? O que falar de uma coisa que recebemos mais do que damos, ao praticar? É a única alegria que acho que se assemelha a um estágio maior de evolução. Pena que muitos não experimentaram isso ainda, mas tudo a seu tempo, cada um deverá praticar o amor ao próximo quando esse sentimento estiver sinceramente plantado em sim, eu jamais tento convencer ou criticar quem não o faz...

Ixeee... postei um artigo no seu post...rs....

Bjus.

Clau