quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Meu lado Anne Frank


"Escrever um diário é uma experiência realmente estranha para alguém como eu. Não somente porque nunca escrevi nada antes, mas também porque acho que ninguém se interessará, nem mesmo eu, pelos pensamentos de uma garota de treze anos. Bom, não importa. Tenho vontade de escrever, e tenho uma necessidade ainda maior de tirar todo tipo de coisa do meu peito.



'O papel tem mais paciência que as pessoas'. Pensei nesse ditado num daqueles dias em que me sentia meio deprimida e estava em casa, sentada com o queixo apoiado nas mãos, chateada e inquieta, pensando se ficaria ou sairia. Finalmente fiquei onde estava matutando. É, o papel tem mais paciência, e como não estou planejando deixar que ninguém mais leia esse caderno de capa dura que geralmente chamamos de diário, a não ser que algum dia encontre um verdadeiro amigo, isso provavelmente não vai fazer a menor diferença." 
 
Anne Frank.
 
 

Adoro esse livro e ontem sem sono e cheia de dor com minha gastrite, comecei a tateá-lo e lembrei deste trecho que amo.

PS: Eu tenho diário desde os meus 11/12 anos, naqueles cadernos estão escritos tudo de mim o que eu pensava, do que eu gostava, dos filmes que assisti e livros que li. Tem partes tão doloridas que me proporciona uma ânsia de vômito quando leio, para estes, eu guardo o fundo da caixa, nunca o lixo, preciso deles para provar que eu fui capaz de amadurecer e superar tudo que já passei. 
Um beijo.

3 comentários:

david era uma vez... disse...

Eu fui um grande escritor de diario quando tomava anfetamina para emagrecer.. nem te conto... escrevia linhas e linhas interminaveis... e dependendo da hora do efeito do remedio era um tipo de escrita... o inico do efeito anfetaminico.. eu escrevia muito e era uma felicidade gigantesca! escrevia até poesias, algumas Odes a vida eterna! mas quando estava no fim do efeito, vou te dizer que todo o negror do mundo estava no meu diario!
Eu devo ter algum ainda por ai...
Mas hoje sou normal... pode acreditar... quer dizer, normal ninguem é.. eu sou aceitável nos padrões vigentes!

Beijos Liana

Lili disse...

Será que o David quis dizer que eu sou louca? rsrsrrs To aqui pensando...

A FADA DAS AGULHAS disse...

Oi Lili,vim conhecer seu blog e
que gostosa suas postagens.
Fico contente que gostou da minha
página,não sei se vc viu meu outro
blog A Fada das Agulhas?

Eu tenho diários que quando
adolescente,escrevia muitoooo...rs.
Hoje quando abro e começo a ler
fico imaginando como mudamos né?

Vou levar seu link para colocar
na minha página.

Um beijo querida!
Simone Souza