quinta-feira, 28 de abril de 2011

Amor aos animais


Eu sou o tipo daquelas pessoas "faz tudo" e "sabe tudo sobre tudo" aqui do prédio.
Pela manhã, quando estava saindo para trabalhar, o porteiro me pára, dizendo que havia um gatinho ferido, desci naquela pressa, nesse momento não pelo gato e sim pelo meu ponto no emprego, quando vi a situação crítica do animal me deu um gelo dos pés a cabeça.

Não vou falar como ele estava, porque acho desnecessário.

Então comecei a gritar, traz isso e aquilo, corre ali, "cheeegaaaaa meu povo" (é minha cara!) se mexe...Me senti uma verdadeira médica, todavia não consegui salvá-lo.

Fiquei mal...chorei, liguei para meu namorido, e ele, que é muito equilibrado, me disse para ter calma e ficar feliz porque hoje eu tinha me tornado uma pessoa melhor!
Tentei salvar um bichinho...fiz o bem dentro de minhas possibilidades.

Aquilo me alimentou durante todo o dia, fiquei bem!

O gatinho morreu na minha mão, mas morreu sendo acariciado por mim e tomando analgésico, estávamos rumo ao veterinário de verdade, mas, ele não suportou.

Sou vegetariana por opção, por ideologia, por amor aos animais, e por saber que eles tem uma evolução e uma alma como as nossas.

Sou voluntária no Abrigo São Lázaro porque ainda acredito nas pessoas e no mundo!

Sou espírita por amor à caridade.

Uma boa noite para todos que leram esse meu desabafo.
Beijos.

2 comentários:

Cinderela Descaída disse...

Você é coerente. Tem toda a razão. Já fui vegetariana, mas voltei a comer carne, mas como pouco, o que não adianta muito, não é?
Adotamos uma gatinha e ela foi castrada na terça-feira. Está bem agora e me disseram que fizemos o melhor para ela. De toda a forma, morri de pena.
bjs,

Lili disse...

Sim, sim...vc fez um bem enorme, nas fêmeas é um pouco dolorido e dificil sarar...mas é válido, tente dar uma ração melhor ou ate umas comidinhas nesse pós-operatorio. Se não castrasse ela iria querer sair, ia quebrar a casa agoniada..vc fez o melhor!